quinta-feira, 1 de janeiro de 2009

Poema de Cama

Respiro teu perfume
em meus dedos de seda
Me alimento do teu gosto
em meus lábios crispados

Na fina pele
percebo teus gemidos
Na ponta da língua
me abasteço
de você

E o poema nasce assim,
órfão de sentidos
repleto de ti

Se esparrama
como sêmen
sobre a pele incauta

Ocupa o espaço
onde, antes,
nada.


Poema de Cama não integra o livro Outros Sentidos, que lancei em junho passado.

13 comentários:

Benny Franklin disse...

Boa, Barone!
Poemaço.

JR disse...

FELIZ ANO NOVO! Feliz ano todo! Feliz poema novo! Felicidade foi o que senti qdo o poema me fez lembrar que, horas atrás, meu feliz ano novo começou aproximadamente como o poema diz... por isso muito feliz... Belíssimo poema, Poeta Barone. Abraços! JR

L. Rafael Nolli disse...

Muito bom, meu camarada! Um erotismo poético bem conduzido e executado. É mesmo um mundo o corpo de quem se ama. Belo o poema!

L. Rafael Nolli disse...

E o site vem se tornando um espaço cada dia mais promissor por conta de belos poemas como esse, como muitos que figuraram aqui nesse mês inaugural. Que seja assim sempre! Abraços!

Marcos disse...

Na explicitude dos atos, confesso que não gostei das confusões de pronomes: você e tu. Se me permite, sugiro uma uniformização, não pela beleza da poesia, completa per si, mas pela gramática.

compulsão diária disse...

Muita poeisa, toda cama no poema
Erotismo á flor do verso.
Belo começo de noite no primeiro dia do ano

Olhos de Folha Minha disse...

Maravilhoso, poema quedança suave, calmo num sôfrego e belo Amor.
Dia 1° iluminadíssimo, perfeito

2009 com palavras!
Feliz!

Cintia Thomé

Adriana disse...

Que belo inicio de ano, repleto de amores,feliz ano todo.

Alice Salles disse...

Cheiros e gostos...

Audemir Leuzinger disse...

como sempre preciso.
na medida certa.
abs

Vera Pinheiro disse...

Barone, amei a tua poesia sensual e bela, como o próprio desejo.

Julia disse...

Sinto o perfume daqui! Belo poema para um belo começo de ano! Bjssss.

rogerio santos disse...

Tiro Certeiro ! Grande, Poeta !