domingo, 28 de dezembro de 2008

Silenciador

Da Silva silvando
a planta silva
enquanto
sua manga da camisa
mangava no mangue

Millhões de milhos milhavam
através de milhafres
quando
secas cercaram seculares
para cidades-sangue

Cobras fumantes cobrem o cobre com
Cu-respeito Cu-próprio Cu-direito

Cadê a casa casca calha cadeira
para temer o tremor triangular singular

Há terra para terrear
a Terra Transgenes Transnacionais

Transa “Amor-Amizade-Afeto” por
“Antipatia-Aversão-Abate”

7 comentários:

L. Rafael Nolli disse...

Um belo jogo de palavras.

Barone disse...

Seja bem vindo ao nosso navegar!

Fábio Terra disse...

Transa “Amor-Amizade-Afeto” por
“Antipatia-Aversão-Abate” o jogo de palavras traz até o imagético pensamento do que pensar.

Muito Bom

Isabella disse...

Intenso!

Benny Franklin disse...

palavras que tocam que nem sopro.
Abçs.

Olhos de Folha Minha disse...

MUITO BOM ESSA INTERAÇÃO ENTRE PALAVRAS, SONS E A BELEZA DO QUE VEM DENTRO DELAS...
PARABENS

compulsão diária disse...

fonema´s blues teima silêncio com rythm and clues soltos na praia do tema.