domingo, 14 de dezembro de 2008

aviso ao navegante



não importa
quando parto
ou como [e se]
aporto

idas e vindas
são um ato
autômato

pausar um porto
ousar outro
zarpar de pronto
é prático

nada
causa vaga
nostalgia

nada
em voga
atinge o âmago

cheia ou rasa
choro ou riso
x ou y
não me impingem

tenho olho
habituado
a todo tipo
de ocaso

todo tempo
de acaso
tenho ilhado


cruzo águas
do agora

futuras marcas
não figuram
no meu mapa

mágoas passadas
que resgato
e trago a bordo
não passam de reféns
do ontem náufrago

não possuo
bens
ou bússola

não há banzo
que comigo
possa

posse [benzinho]
?
impossível


33 comentários:

carlos assis disse...

tantos mares
tantos navegares
em nosso peito
a mesma ausência de sempre
a mesma vontade de se encontrar
sem porto sem barco
abraços

bittarpoeta disse...

Muito bom
O seu poema
Com um ritmo
Que muito me agrada
Parabéns
bittarpoeta

ju.salazar disse...

que bacana! beijo e bom fim de ano
jussara s.

Benny Franklin disse...

Poema de prima face!
Muito bom!

Felipe da Costa Marques disse...

"tudo é possível" até a "despoesia"
parabéns e felicidades

Alice Salles disse...

de uma delicadeza quase gratuitamente em carne viva.

Felipe Vasconcelos disse...

Val,

Parabéns! Vim conferir e, de fato, achei um lindo poema. A 11ª estrofe então, me fisgou fundo. Beijos.

Tião Martins disse...

Beleza a bordo. Com essa embarco até em cruzeiro do Roberto Carlos.
Parabéns oceânicos.

Joe_Brazuca disse...

Como diz o Arco Zen, o que importa é o trajeto...O alvo ?...Pura coincidência...
Muito Bom !
abs

mariza disse...

lindo poema, Val. delicado e certeiro.
beijo
mariza

rogerio santos disse...

Val, tua poesia é o próprio mar.
Obrigado pelo aviso, mas...
Navegar é Preciso !!!

Beijos do amigo e fã
Rogerio

Olhos de Folha Minha disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Olhos de Folha Minha disse...

Uma liberdade, de ir e vir, os que chegam e os que partem, são meros toques, resvalam a hora, mas tudo passa e o poder é seu, e ficas assim livre para o próximo resvalo da onda...
Excepcional, criação super bacana.
Cíntia Thomé
PoemaDia 10

Flávio Otávio Ferreira disse...

Belíssimo!

Abraço.
Paz e Poesia!

Barone disse...

Belíssimo, belíssimo. Maravilhoso iniciar.

compulsão diária disse...

Bom , muito bom. Chega de saudade. Belíssimo e bem -humorado. Lírico irônico parto aporta e sorrio encantada.

L. Rafael Nolli disse...

por mares nunca dantes navegados...
Belo poema!

Adriana disse...

Tem o ritmo dos sons
a tua vaga.
Que impossível
que nada.
http://anndixson.com

Fábio Terra disse...

A nau em que espejas tuas palavras, nesse porto, sempre deve voltar.

Um beijo cheio de letras.

Daniel "Gárgula" Braga disse...

Muito bonito!

Parabéns!

Sérgio disse...

Que poema sensacional! Feito por uma poeta da alma oceânica!

lunimare disse...

blz, val
tb, 20 anos d praia, ta na veia :)
da parabéns a todos ae pela ótima idéia do poema dia.
('X'l

Pedro L. disse...

Que sensacional! Um assombro em juntar imagens com palavras que todo mundo conhece!

apesardoceu disse...

Tenho lido sedento teu blog!!
Como encontrei o que gosto muito e muito por lá!!

um beijo!

Gustavo disse...

Esse poema foi uma viagem que me levou até meu blog: um porto. você é uma das coisas mais geniais que já li!

Tenório disse...

Ei Valéria!
Esse ainda não conhecia! Que sensacional! Eu sou muito teu fã!

Tenório

Guto Leite disse...

Amei, Val, é certo uma das tuas crias que mais mexeu nas minhas sensações de poesia! Quando, há uns quatro anos, te encontrei, ainda desconhecidos, e disse que era das poesias mais intessantes que tinha visto ultimamente, não me arrependo! Aliás, talvez seja dos atos que eu menos me arrependa nos últimos anos. Grande abraço!

Edmundo disse...

Sensacional! Belas imagens, um oásis nesse mundo tão seco.
Parabéns!

Leonor Ribas disse...

Olá, me identifiquei demais com sua poesia... é uma saga... você tem muito talento, é uma coisa rara.
parabéns

Cleonira disse...

Parabéns pelo poema! Ele me levou até seu blog, fiquei sedenta de mais e descobri que ele apontava pro mar! Meus parabéns!!!

B.Cardoso disse...

Agora eu vi e para nenhuma surpresa minha, eu amei o poema!
E já está você sabe onde, né! rs
Beijos e sucesso sempre e mais!!

F. Scaffo disse...

Amei o poema! Agora quero conhecer outros seus, irei visitar seu blog. Parabéns por tamanho talento!

fernando abreu disse...

Que lugar bonito e utópico é esse blog. O mundo podia ser igual isso aqui. Amei todas, mas escolhi comentar na sua, que pra mim foi como o ponto mais alto nesse oásis. Parabéns a todos!!